[Em breve novas turmas ]

A Formação em Culturas Afro-Brasileiras e Indígenas nos leva a resgatar sabedorias constritas por esses povos  que foram desmerecidas e banalizadas como crendices, em prol de modos de vida sugeridos pelo modelo imposto como civilizado/moderno. Tais práticas, quando estudadas e resgatadas, nos revelam conhecimentos importantes sobre como viver em nosso território, nossas riquezas, nossa personalidade moldada por séculos. Não olhar esse patrimônio é viver mediocremente descartando qualidades incomensuráveis.

(Acelí de Assis Magalhães, estudante da primeira turma do curso, Doutora em Psicologia, autora do livro Historias de Mulheres, Ed. Altana)

 

PROPOSTA DO CURSO

Neste curso abordaremos histórias e culturas afro-brasileiras e indígenas por meio de estudos de diferentes Áreas (Educação, história, Artes, Antropologia, Sociologia e outras afins),  bem como buscando contato com conhecimentos e pontos de vista de indivíduos que tem sua vida ligada à causa em questão, como lideranças indígenas e negras. O ponto de origem é a convicção de que os conhecimentos e práticas de origens indígenas e africanas ampliam, refutam e deslocam os saberes já historicamente legitimados em nossos ambientes oficiais de educação.

As investigações interdisciplinares possibilitarão uma visão ampla e consistente sobre a temática, subsidiando educadores das mais diversas áreas, no ensino formal e não-formal. Esse é um curso para quem deseja trabalhar junto a partir do corpo, do encontro, do afeto, da escuta e, ao mesmo tempo, potencializar singularidades.

Inscrições encerradas

​COORDENAÇÃO
GERAL

Profa. Dra. Ângela Castelo Branco Teixeira e Prof. Dr. Giuliano Tierno de Siqueira

COORDENAÇÃO
DO CURSO

Prof. Ms. Arthur Iraçú Fuscaldo

CONTATOS

e-mail: pos@acasatombada.com
WhatsApp: (11) 98151-6255
Fone: (11) 3675-6661

Professores e Colaboradores

Ana-Maria-Carvalho
Ana Maria
Carvalho

Mestra de Cultura Popular Maranhense, brincante, cantora. Trabalha com ritmos e folguedos tradicionais como Bumba Meu Boi, Cacuriá, Ladainhas do Divino Espírito Santo, cirandas, acalantos e cantigas de roda. Autora do disco “Por Mim e Pelo Meu Povo”.

Dhevan
Dhevan kawin

Professor da escola indígena multisseriada e multidisciplinar Kunhã Morontim, da aldeia Awa Porungawa Djú – Peruíbe-SP. Atua na escola há dez anos, trabalhando pelo fortalecimento da sua cultura e da indentidade dos jóvens.

clarissa-suzuki
Clarissa
Lopes Suzuki

Arte/educadora, doutoranda em Artes Visuais (USP) com pesquisa voltada para as relações étnico-raciais na educação, epistemologias afro-indígenas  e os percursos formativos de professores da Educação Básica.

FOTO-Alberto-Ikeda
Alberto
T. Ikeda

Professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em Música (ECA-USP); do Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina  (USP); da Cátedra Kaapora (UNIFESP), voltada à Diversidade Cultural e Étnica na Sociedade Brasileira. Professor aposentado do Instituto de Artes da UNESP nos temas: Etnomusicologia, Culturas Populares, Metodologia da Pesquisa.

Salloma-Sallomao1
Salloma Salomão
Jovino da Silva

Doutor em História (PUC-SP), com estágio no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Atua principalmente nos temas: Culturas musicais de origens africanas; Dramaturgia e teatro negros; Políticas e práticas culturais negras no século XIX e XX; Identidades étnicas e movimentos negros urbanos; Sociabilidades negras em São Paulo; Musicalidades africanas.

Arthur-Iraçu4
Arthur Iraçu
A. Fuscaldo

Desenvolveu pesquisa sobre práticas oníricas e musicais de indígenas A’uwẽ_Xavante da aldeia Etenhiritipa (Canarana – MT), que resultou no livro “Rowapari’nho’re: sonhar e pegar cantos no xamanismo a’uwẽ_xavante”. Mestre em Arte e Educação (UNESP). Autor de materiais didáticos de Ensino Fundamental II da Editora Moderna.

Luciane-ramos
Luciane
Ramos Silva

Doutora em Artes da Cena e Mestre em Antropologia (Unicamp). Gestora de projetos no Acervo África, compõe o corpo editorial da Revista O Menelick 2Ato e o quadro de professoras da Sala Crisantempo. Tem especialização em Diáspora Africana (Universidade de Maryland/EUA). Compõe a Anikaya Dance Theater – Boston.    

Jean-Vidal
Jean Jacques
Armand Vidal

Pós-Doutorando em Artes (UNESP). Tem experiência na área Artes Visuais, Educação e Psicologia, atuando nos temas Culturas Indígenas, Cultura Material, cerâmica, artes do fogo. Professor nos cursos Lato Senso “Fundamentos das Culturas e das Artes” e “Arte Terapia e Terapias Expressivas” (UNESP).

igor de bruyn ferraz foto 2 por fernanda mota
Igor de Bruyn Ferraz

Músico, pesquisador, com ênfase em enunciação política negra no samba da década de 1970, samba de partido-alto e samba de terreiro. Mestre em Musicologia/Etnomusicologia,  doutorando em Musicologia (ECA-USP).

Foto Angela Pappiani
Angela
Pappiani

Jornalista, escritora e produtora cultural. Codirigiu documentários e produziu CDs referentes a histórias e cantos indígenas. Dirigiu o projeto “Rito de Passagem – canto e dança ritual indígena”, durante oito anos. Autora dos livros “Povo Verdadeiro” e “Entre dois Mundos”. Organizadora de livros de mitos e histórias junto a indígenas dos povos Xavante, Karajá, Mehinaku e Paiter Suruí. Construiu o site programadeindio.org, veiculador de programas radiofônicos realizados por povos indígenas.

Vivian-parreira
Vivian
Parreira

Doutoranda em Educação (UFSCAR), com pesquisa em educação das relações raciais, práticas culturais e epistemologias. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em cultura popular, relações étnico-raciais, danças brasileiras, oralidade e memória. Coordena o grupo de pesquisa e prática em danças brasileiras Girafulô. Compõe o grupo de Samba de Coco Chinela Baixa.

Juliani-ferrini
Juliana Esperança
Ferrini

Professora de História na Educação de Jovens e Adultos da rede pública. Editora e produtora de conteúdo para livros didáticos. Mestranda em Ensino de História pela UNIFESP. Pesquisadora na área de Ensino de História e Patrimônio Cultural.

luiza-christov
Luiza
Christov

Professora doutora em educação (PUC), professora assistente aposentada na Unesp, consultora de redes de educação básica, pública e privada

Giu
Giuliano
Tierno

Professor doutor em arte e educação (Unesp), narrador de histórias e criador d’A Casa Tombada

angela
Angela
Castelo Branco

Professora doutora em arte e educação (Unesp), poeta e pesquisadora da escrita e criadora d’A Casa Tombada

* Há professores ainda não confirmados, especialmente para os dois primeiros temas, por isso seus nomes ainda não constam aqui. Portanto, outros nomes se somarão aos aqui apresentados.