Que casa é essa?

NOVAS TURMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO

CURSOS 100% ONLINE – INSCRIÇÕES ABERTAS 

 

CICLO DE PALESTRAS

Alguns pré-textos do caminhar

[05/06/21] Da aldeia à cidade: nosso nomadismo sedentário – palestra com Guilherme Wisnik

[03/07/21] Experiência urbana em Walter Benjamin: imagem-pensamento-cidade – palestra com Paola Berenstein

PROGRAMAÇÃO

CURSOS ONLINE – CULTIVAR O SENSÍVEL
(programação de fevereiro a junho/2021)

[24/02/21] Grupo de Estudos: Do mito ao conto, do conto ao mito: uma jornada poética – com Marco Haurélio

[26/03/21] Histórias para manter o céu suspenso – com Angela Pappiani

[07/04/21] Uma mala corpo casa para viajar (módulo 2) – com JulliPop

[20/04/21] Escrever, costurar, vestir – Jonas Samudio

[22/04/21] Ateliê online 2 – com Biba Rigo

[23/04/21] BiograĐmeas: um carteado com o passado feminino, com Sandra Lessa e Tatiana Lohmann

[23/04/21] II Ciclo de encontros: Poética latino-americana e pensamento da descolonização: caminhos, narrativas e utopias – com Bruno Simões

[28/04/21] O que é o Novo Ensino Médio? – com Carlos Castanha

[08/05/21] Uma conversa sobre a jornada de um contador de histórias – com Francisco Gregório Filho

[08/05/21] Oficina escultura-colagem para crianças e adultos – com Sofia Lemos

[10/05/21] Narrativas de comida: falar de si, ler o mundo, cultivar o sensível – com Ursula Verthein

[11/05/21] Mães que contam: um exercício de escuta, reflexão, narrativa e escrita da maternidade – com Letícia Fagundes

[25/05/21] O Sentido da Odisseia – com Fabio Malavoglia

[28/05/21] Histórias para manter o céu suspenso II – com Angela Pappiani

[03/06/2021] Recorte a vida e transforme em arte -com Sofia Lemos (Módulo IV: Desconstrução de paisagens com colagem)

[05/06/21] Da aldeia à cidade: nosso nomadismo sedentário – palestra com Guilherme Wisnik

[03/07/21] Experiência urbana em Walter Benjamin: imagem-pensamento-cidade – palestra com Paola Berenstein

ACONTECEU N'A CASA

[06/05/2021] Recorte a vida e transforme em arte -com Sofia Lemos (Módulo III: Técnicas Mistas e a colagem)

[03/05/21] Pensar é pensar sempre por outros meios: laboratório de pensamento cinematográfico – com Sebastian Wiedemann

[21/11] Para Amar a Poesia: a arte da palavra e a infância – com Giba Pedroza

[08/05/21] Percorrer a cidade a pé: ações teatrais e performativas no contexto urbano – palestra com Verônica Veloso

A CASA TOMBADA

LUGAR DE ARTE, CULTURA, EDUCAÇÃO

Inaugurada em 18 de julho de 2015 pelos sócios Ângela Castelo Branco e Giuliano Tierno, A CASA TOMBADA abriga debaixo de um mesmo teto salas de aula, ateliês, biblioteca, espaço para convívio, exposições e conversas em diferentes formatos.

Lugar de Arte, Cultura e Educação na cidade de São Paulo, A Casa tem sido reconhecida pelo trabalho de excelência desenvolvido ao longo dos últimos anos nas áreas de literatura, oralidade e escritura.

Com caráter (in)disciplinar, busca diminuir as fronteiras entre as linguagens artísticas, o fazer e o pensar. Os cursos e encontros que acontecem na Casa são construídos de forma artesanal e estão voltados para os saberes de experiência dos participantes.

TODA AULA É UM CONVITE AO NÓ.
REATAR O QUE ESTAVA
DEMASIADAMENTE FROUXO EM NÓS.

BLOG d'A CASA

Captura de Tela 2021-04-29 às 09.45.28
[Livros à mão] Krenak: “A vida é uma dança cósmica, por Renata Penzani

Livros são criaturas que podem fazer de tudo. Uns emocionam, outros divertem, alguns ensinam, muitos assombram. Poucos afetam nossa química. Como se um big bang particular acontecesse dentro da nossa cabeça, uma mini supernova explodisse em milhares de luzes, e ganhássemos uma fresta de infinitude para ver a vida de um outro lugar; um lugar de onde não conseguimos mais desver – nem se quiséssemos.

WhatsApp Image 2021-04-22 at 09.08.42 (1)
[Livros à mão] A beleza da dor, por Vilma Ribeiro

Preciso pedir licença a memória desse querido e admirado escritor para tocar em sua obra, Um toque amoroso e despretensioso. Usando meu direito de leitora, pretendo dizer apenas dos afetos.
“Foi preciso deitar o vermelho sobre o papel branco para bem aliviar seu amargor.”