[26/04] Uma conversa sobre poesia e pós-poesia com Carlito Azevedo

Sobre o encontro

A mesa de trabalho do poeta é uma mesa de montagem. No lugar de uma voz, muitas vozes. E em cada uma dessas vozes, muitos tons. No vão entre as vozes e no vão entre as imagens que montagem proporciona, sobrevive a possibilidade de uma saída partilhável. Um espaço respirável no irrespirável.

Quem é o poeta?

Carlito Azevedo é poeta, publicou os livros MONODRAMA e LIVRO DAS POSTAGENS. Pela sua estreia com o livro COLLAPSUS LINGUAE recebeu o prêmio Jabuti.

 

 

Quando

26 de abril
(sexta às 19h30)

Público

Geral

Turma

25 vagas

Investimento

R$30,00

Outros cursos d'A Casa

[28/06] Show “Mensagem” de Heloisa Bonfanti

[12/09] Resolução de conflitos_Assembleias Dramatizadas e Formação de Grupo

[27/07] A arte de contar histórias na vida de todo dia

[04/06] Ateliê de Voz: espaço para escutar, respirar e encontrar a voz própria

[30/05] O papel da dimensão estética na Educação

[28/05] Vivência Circular: Potência, Poder e Punição

[05/05] Lançamento do livro “O Grande Pato”

[29/04] O Objeto Livro: História e Contemporaneidade

[26/04] Sessão Cinema: “Impressão Minha”, documentário sobre publicações independentes com debate

[08/05] A paixão pela palavra – Narrar, escrever e ler para pertencer ao mundo com Kiara Terra

[26/04] Conto Tradicional: Viagem de Retorno ao País da Infância

[07/05] Cantar a Voz com Nani Barbosa e Renata Gelamo

[06/05] Histórias de Boca: Contos Tradicionais na Educação Infantil

Processos de Criação e Bordaduras

[05/09] Edição de livros – caminhos possíveis

Grupo de estudos Filosóficos

[25/04] Encontros com o Povo Verdadeiro

[08/03] Para narrar com imagens é preciso saber desenhar? Com Aline Abreu

Histórias e Culturas Afro-brasileiras e Indígenas na Educação – 2º sem/2019

Narração Artística: Caminhos para contar histórias em contexto urbano – 2ºsem/2019

O livro para a infância: processos de criação, circulação e mediação contemporâneos

Caminhada como método para a arte e educação

A vez e a voz das crianças: escutas antropológicas e poéticas das infâncias