Para narrar com imagens é preciso saber desenhar? Com Aline Abreu

Uma oficina de produção de imagens e sequências visuais para revelar as potencialidades expressivas de cada um e abandonar o mito do “saber desenhar bem”

Sobre o curso

O que é saber desenhar? Como construir uma imagem? Como pensar uma narrativa visual? Este curso é um convite para entendermos a construção de imagens e para descobrirmos, nas potencialidades de cada um, caminhos possíveis para a criação de imagens e narrativas visuais, buscando desconstruir o mito do “saber desenhar bem”. Tanto para aqueles que desejam criar narrativas visuais quanto para autores de texto verbal é essencial conhecer alguns fundamentos da criação visual antes de pensar o projeto narrativo do livro ilustrado.

A proposta do curso não é ensinar a desenhar, mas, um convite a experimentar técnicas e propostas de trabalho variadas, a fim de revelar as potencialidades expressivas individuais e facilitar o desenvolvimento de um projeto pessoal com acompanhamento da orientadora. Os encontros acontecem às sextas-feiras das 9h às 12h.

Experimentações plásticas (nível básico)

Neste módulo as aulas serão experimentais com demonstrações e vivências das técnicas apresentadas. O objetivo do módulo é oferecer ao aluno recursos para iniciar o desenvolvimento de uma linguagem visual própria.

Duração: 12 encontros distribuídos em 4 meses. Os encontros serão semanais, às sextas-feiras de manhã, com duração de 3 horas cada. A partir de 8 de março – calendário semanal a ser divulgado

1 aula – introdução
2 aulas – monotipia e carimbos

2 aulas – colagem
2 aulas – técnica mista (desenho, pintura, etc)
5 aulas – desenvolvimento expressivo / orientação de projetos pessoais

Este módulo é parte do curso Para narrar com imagens é preciso saber desenhar?, que propõe processos de aproximação e vivências com as imagens visuais em 3 módulos independentes: Para entender a construção de imagens (nível básico), Experimentações plásticas (nível básico), Criando narrativas visuais (nível intermediário).

Apesar do módulo Para entender a construção de imagens (já realizado) ser introdutório, este módulo, Experimentações plásticas, poderá ser cursado de modo independente.

Material

Cada aluno deverá trazer seu próprio material básico (lápis, papel sulfite, papel canson ou similar, recortes e retalhos de papéis, cola e tesoura, estilete, pincéis, etc) Alguns materiais específicos para a experimentação de técnicas serão oferecidos pelo curso e/ou solicitados nos primeiro esncontros. Ao longo do trabalho, a necessidade de outros materiais será discutida entre aluno e orientadora.

Quando

Sextas-feiras das 9h às 12h

Experimentações plásticas (nível básico):

8, 15, 22 de março; 12, 26, de abril; 3, 10, 17, 24, 31 de maio; 7, 14, de junho de 2019

Público

Ilustradores iniciantes, escritores, editores, designers, estudantes e interessados em arte, interessados em geral. Não é necessário ter experiência na area de artes visuais.

OBS: Apesar do módulo Para entender a construção de imagens (já realizado) ser introdutório, este módulo, Experimentações plásticas, poderá ser cursado de modo independente.

Turmas

Máximo de 12

Valor por módulo
(12 aulas)

R$ 900,00 (parcelado em 4 vezes sem juros ou até 12x no cartão)

Quem é a professora?

Aline Abreu é escritora de palavras e imagens desde 2004, com mais de 30 livros entre trabalhos autorais e colaborativos. Aline Abreu é formada em Artes Visuais pela FAAP/SP com mestrado em Literatura e Crítica Literária pela PUC/SP. Antes de dedicar-se à literatura trabalhou no setor de exposições do MASP e na criação de ilustrações para marketing institucional de diversas empresas. A partir da dissertação O Texto Potencial no sistema ecológico do livro ilustrado infantil: palavra-imagem-design, defendida em 2013, Aline ministrou cursos sobre o tema na PUC-Cogeae e no Espaço das Três em São Paulo. Seus interesses como pesquisadora concentram-se mais especificamente nas relações ecológicas de palavra-imagem-design no livro ilustrado, em estudos de Psicologia da Percepção, e na proposição de uma definição de imagem literária. Ganhadora do Prêmio João de Barro 2016, com o livro ilustrado inédito Quase ninguém viu.

ii

Bibliografia básica

GOMBRICH, E.H. A História da Arte. Trad. Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: LTC, 2015.

ARNHEIM, Rudolf. Arte e percepção visual: uma psicologia da visão

criadora. Trad. Ivonne Terezinha de Faria. São Paulo: Cengage Learning, [1980] 2011.

EISNER, Will. Quadrinhos e arte sequencial. Trad. Luis Carlos Borges; Alexandre Boide. São Paulo: Martins Fontes, [1989] 2010.

Outros cursos d'A Casa

[26/04] Conto Tradicional: Viagem de Retorno ao País da Infância

[07/05] Cantar a Voz com Nani Barbosa e Renata Gelamo

[06/05] Histórias de Boca: Contos Tradicionais na Educação Infantil

[08/04] Escrituras do olhar: o espaço entre a palavra e a imagem

[02/04] Diálogos sobre o tempo

[25/03] A Experiência do Flow

[03/04] Vidas em livro – Memórias e Autobios

[21 e 22/03] Como os corpos performam o espaço (e vice e versa)

[21/03] Processos de Criação e Bordaduras

[23/03] Grupo de estudos Filosóficos

[28/03] Encontros com o Povo Verdadeiro

[01/04] Vivência com o Grupo Sabuká (cantos, danças e roda de conversa)

[13 e 27/03] Encontros sobre Spinoza com Carla Ferro

[23/03] Grupo de Estudos – Alternativas à Medicalização da Infância

[04/05] Workshop Fotografia e Tecnologia em 1 dia

Histórias e Culturas Afro-brasileiras e Indígenas na Educação – 1º sem/2019

Narração Artística: Caminhos para contar histórias em contexto urbano – 1ºsem/2019

[Nova turma em breve] O livro para a infância: processos de criação, circulação e mediação contemporâneos

[Nova turma em breve] Artes Manuais para a Educação

[Nova turma em breve] Caminhada como método para a arte e educação

[Nova turma em breve] A vez e a voz das crianças: a arte de escutar e conhecer narrativas, linguagens e culturas infantis