Muito perto da morte

do que tenho mais medo?

de interpretar a morte
entendê-la antes do meu próprio corpo
achar algo a dizer
mais que
a palavra murcha sem atropelo vivente
da solidariedade previsível

temo não saber que estou morrendo

temo não morrer junto
temo já ter morrido
temo deixar de morrer

(Ângela Castelo Branco)

DSCN6270

Quando penso nos outros que eu vi ou de quem ouvi falar: é sempre a mesma coisa…