Gestos de escrita como prática de risco, por Ângela Castelo Branco

por Ângela Castelo Branco

 

 

Hoje lançamos a pós-graduação Gestos de Escrita como prática de risco.

 

Talvez a sua origem tenha sido um terreno baldio. Aquele lugar em que a fecundação não está evidente, que nos exige muito trabalho pra desgrudar os blocos calcificados de terra, conhecer as plantas menores, encontrar o caminho dos mínimos animais, fazer do seco um lugar para entrar as mãos.

 

Talvez tenha nascido da desconfiança de que o pensamento precisa ser revolvido, que pesa, tem resistência, densidade e necessita ser capinado.

 

Talvez tenha nascido de uma profunda necessidade de aterrissagem da linguagem. Do tanto de voo que as palavras permitem, do tanto de voltas e aproximações, do tanto que elas podem nos distanciar do solo.

 

Imaginamos muito acerca das origens das coisas. E sabemos quando algo se origina. Assim como sabemos quando algo parou de nascer.

 

Aqui, o desejo é que todas as pessoas possam plantar o texto bem próximo ao terreno em que  já se encontra,

sendo cada terreno o seu próprio texto.

 

Migrarmos do terreno inabitado da escrita para

a escavação diária,

cuidando mutuamente da semente e da raiz envelhecida

 

e assim caminharmos como caminha o solo

em direção ao broto.

 

 

Cursos d'A Casa

[28/10] A potência da argila na vivência infantil – com Débora Amaral

[01/10] A linha e seus papéis: indício, desígnio, anotação e acontecimento / 3ª turma – com Edith Derdyk

[08/09] Oficina de Criação de Livro Ilustrado – palavra e imagem, com Odilon Moraes e Carolina Moreyra

[02/09] Poesia como ato político – com André Gravatá / 2ª Turma

[02/09] Colagem: recorte a vida e transforme em arte – com Sofia Lemos / módulo II

[02/09] Sobre o animar e o animar-se – com Luiza Christov

[01/09] Livro de Artista e suas extensões gramaticais – curso de extensão universitária, coordenação de Edith Derdyk

[28/08] Contar histórias, reinventar mundos – com Emilie Andrade / 2ª turma

[28/08] Direito à Preguiça: Sobre Imaginar Narrativas do Repouso no Cotidiano – com Giuliano Tierno

[12/08] Encontros com o Povo Verdadeiro – Angela Pappiani

[08/08] Oficina de colagem: Álbum de família – com Sofia Lemos

[04/08] Mergulho na história: Branca de Neve e Cinderela – com Ana Luísa Lacombe

[03/08] Narração Artística: Conversas sobre os paradoxos no ato de contar histórias nas cidades – com Giuliano Tierno

[25/07] Ateliê de vídeo para contar histórias – com Yohana Ciotti

[24/07] Jornada de mulheres heroicas: histórias que precisamos contar – com Yohana Ciotti

[30/07] A Escritura do Desastre – com João Gomes

[21/07] Narrativas Adormecidas: O rito de passagem das fotografias – com Sandra Lessa