Derivas da Escuta #2, com Ritamaria e Mariana Carvalho

Sobre a oficina

Um dia dedicado à escuta, desde o corpo em sua intimidade até o espaço urbano compartilhado.

Essa vivência surge de uma busca compartilhada por espaços possíveis de sensibilização e conexão com nossa sensorialidade a partir da escuta, como forma de nos aproximarmos de algo primordial, que é a maneira como nossos corpos sentem, interpretam e fluem nos espaços que ocupamos.

Abordamos a escuta desde as relações que estabelece com os demais sentidos do corpo (visão, olfato, tato, movimento), com a memória, com as emoções e com a cidade e seus diferentes espaços (casa, rua, espaços públicos). A escuta como forma de conhecimento, de compreensão desse corpo, da identidade e da maneira como nos relacionamos com o espaço urbano.

[…] ouvir o som como um movimento que nos dá um ao outro, como presente e ameaça, como generosidade e agitação, como risos e lágrimas, marcando a escuta como um sentido altamente provocativo e relacional. (…) na promiscuidade do som, na sua reprodutibilidade, na sua transfiguração ansiosa e inquieta, possamos identificar um meio de ocupar e explorar as múltiplas perspectivas do presente. (LaBelle, 2010, p.21 – tradução nossa)*
*Acoustic territories – Sound Culture and Everyday Life
Brandon LaBelle – Ed. Continuum – 2010

Nossa proposta é trabalhar em quatro movimentos: A Casa; O Trajeto; A Deriva; Espaço Público. Em cada uma dessas etapas, abordaremos a escuta de diferentes maneiras, através de atividades, propostas, sugestões, jogos. Nos interessa explorar a diversidade de possibilidades que a escuta nos oferece, compartilhando rotas diversas com os corpos participantes, nesse jogo de conhecer-se, reconhecer-se e relacionar-se através do som. Cada etapa será cartografada peles participantes de forma individual e coletiva.

As atividades se desenrolam ao longo de um dia. Desenhamos um roteiro, que nos servirá de apoio para a experiência. E que a escuta nos conduza pelos múltiplos caminhos.

Mais informações pelo e-mail voz.acasatombada@gmail.com

Quem são as professoras?

Ritamaria

Ritamaria é música, educadora, investigadora da expressividade pessoal através do corpo-voz e do som. Desenvolve pesquisa ligada a performance, educação musical, corpo-voz, escuta, construção de instrumentos, improvisação, processos criativos, feminismo e interação entre linguagens (música, dança, teatro, literatura, vídeo). Formada em educação musical pela Universidade de São Paulo; membro do Foro Latinoamericano de Educadores Musicais (FLADEM) desde 2013, atuando no Brasil como coordenadora da região Sudeste. Integra o corpo docente do Curso de Formação em Pedagogias Abertas do FLADEM desde 2018. Atua na América Latina compartilhando cursos, oficinas e concertos desde 2014, tendo passado por Guatemala (com apoio do MINC), Costa Rica, Peru, Argentina, Uruguai, Colômbia e México (com apoio do Ibermúsicas). Participou do Projeto A Música da Gente 2018, coordenado por Carlos Kater. Integrou os grupos Coro Profana (2013-17), Orquestra do Corpo (2015-18) e Vozeiral (2012-19). Atualmente reside no México compartilhando oficinas e cursos de formação em música e processos criativos.

Mariana Carvalho2

Mariana Carvalho é pianista, improvisadora, performer e artista sonora, atraída por corpo, espaço e gênero. Experimenta objetos dentro e fora do piano, e interessa-se por improvisação livre, instalação, ressonâncias internas do corpo, vídeo, movimento, voz. É parte da rede Sonora – músicas e feminismos, do NuSom – Núcleo de Pesquisas em Sonologia da USP e da Orquestra Errante, grupo de improvisação livre. Fez bacharelado em piano na USP. Integrou os grupos Camerata Profana (2013-16) e Coro Profana (2014-17). Foi artista residente em Q-O2 (Be), AADK Spain (Esp) e residente de formação no XII Festival Tsonami (Chi) e no Escape Arte Lab (Ro). Teve seu trabalho exposto na exposição Sons de Silício (EDA-USP e Centro Universitário Maria Antonia) e no Festival Sur Aural (Bol). Apresentou-se em diversos lugares e festivais, como o SESC Jazz, GIO Fest (UK), CS Fest (Pt), Festival Tsonami (Chi), Seminários do FLADEM (Arg, BR, Mex), entre outros no Brasil, América Latina e Europa.

Quando

Dia 07/3 (sábado)
Horário: das 10h às 18h

Onde 

A Casa Tombada
Rua Ministro Godói, 109
Água Branca – São Paulo – SP
CEP: 05015-000
[ Google Maps ]

Público

Todas as pessoas interessadas na escuta como forma de percepção, contato e conhecimento de si e do espaço ao redor.

Turma

15 pessoas

Investimento

R$ 150,00

 

Outros cursos d'A Casa

A Arte de Contar Histórias em Processos Educacionais: Ensino formal e não formal 1ºsem/2020

Caminhada como método para a arte e educação – 1ºsem/2020

O livro para a infância: processos de criação, circulação e mediação 1ºsem/2020

Narração Artística: Caminhos para contar histórias em contexto urbano – 1ºsem/2020

[20/09] Lançamento do livro “Vozes da Tradição”

[19/09] ENCONTRO ABERTO: POSSIBILIDADES DA NOVELA GRÁFICA, COM MARÍA LUQUE

[13/09] MAR, MAPA, MEMÓRIA: OFICINA DE POESIA E IMAGEM, COM ROSINHA

[08/10] Design é fluxo: fundamentos de teoria e prática, com Raquel Matsushita

[06/09] Apresentação musical – UMA

[03/10] MATERIALIDADE É LEITURA? com Camila Feltre e Cristiane Rogerio

[10/09] “Experiências de escuta em comum” com Helena Freire Weffort

[25/10] Infâncias: Raízes multiculturais infantis: histórias, memórias e a importância das biografias

[27/09] Infâncias: entrelaces entre mitologia, filosofia e espiritualidade

[25/11] Conto Tradicional: Viagem de Retorno ao País da Infância com Marco Haurélio – II módulo

Processos de Criação e Bordaduras com Eliane Tavelli

[02/09] CRIANDO NARRATIVAS VISUAIS: imersão Com ALINE ABREU

À escrita: experimentos em ateliê e acompanhamento de projetos com Ângela Castelo Branco

[21/09] Sábado em Casa: Histórias à volta d’A Casa

[24/09] Gestos de Escrita

[02/08] Lançamento livro : Imagino Veneza de Julia Panadés

[28/11] Seminário: Educação e Democracia

[03/08] Bordar é um verbo destinatário

[04/08] Se os Tubarões Fossem Homens: conversa sobre Brecht, relações de poder e livro ilustrado

[22/07] Sessão de Narração de Histórias com Mirta Portillo

[18/07] Comemoração quatro anos d’A Casa Tombada!

[06/08] Quadros sonoros – criação musical a partir da imagem, com Tarita de Souza

[13/08] Ateliê de voz: espaço para escutar, respirar e encontrar a voz própria, com Renata Gelamo

[13/07] Encontro de Mulheres Indígenas

[19/07] Documentário “ECO – Cantos da Terra”

[15/07] A paixão pela palavra – Narrar, escrever e ler para pertencer ao mundo com Kiara Terra

[30/07] Oficina de Asalato, com Daniela Alarcon e Mauro Tanaka

[27/07] Bordado em Livro Sanfona com Priscilla Ballarin

[24/07] Materialidade e Leitura com Camila Feltre e Cristiane Rogerio

[26/07] Lançamento da 3ª Edição da Revista Linguará – C

[22/07] Oficina de Criação de Livro Ilustrado – Palavra e Imagem, Com Odilon Moraes e Carolina Moreyra

[18/09]Tramas e Fios com Ana Luísa Lacombe e Eliane Tavelli

[21/07] Palco aberto “Objetos na Performance Narrativa”

[21/07] Dom Quixote, o cavaleiro sonhador

[18/09] Tramas e Fios com Ana Luísa Lacombe e Eliane Tavelli

[15/07] As Chaves Para Contar Histórias com Ana Luísa Lacombe

[06/07] Workshop de ilustração em escultura de papel

[28/06] Show “Mensagem” de Heloisa Bonfanti

[12/09] Resolução de conflitos_Assembleias Dramatizadas e Formação de Grupo

[27/07] A arte de contar histórias na vida de todo dia

[04/06] Ateliê de Voz: espaço para escutar, respirar e encontrar a voz própria

[06/06] O papel da dimensão estética na Educação

[28/05] Vivência Circular: Potência, Poder e Punição

[05/05] Lançamento do livro “O Grande Pato”

[26/04] Uma conversa sobre poesia e pós-poesia com Carlito Azevedo

[29/04] O Objeto Livro: História e Contemporaneidade

[26/04] Sessão Cinema: “Impressão Minha”, documentário sobre publicações independentes com debate

[08/05] A paixão pela palavra – Narrar, escrever e ler para pertencer ao mundo com Kiara Terra

[20/07] II Ciclo “Objetos na Performance Narrativa”

Conto Tradicional: Viagem de Retorno ao País da Infância

[07/05] Cantar a Voz com Nani Barbosa e Renata Gelamo

[06/05] Histórias de Boca: Contos Tradicionais na Educação Infantil

Processos de Criação e Bordaduras

[05/09] Edição de livros – caminhos possíveis com Helô Beraldo

GRUPO DE ESTUDOS FILOSÓFICOS com Luiza Christov

Encontros com o Povo Verdadeiro com Angela Pappiani

Para narrar com imagens é preciso saber desenhar? Com Aline Abreu

Histórias e Culturas Afro-brasileiras e Indígenas na Educação

A vez e a voz das crianças: escutas antropológicas e poéticas das infâncias