Mediação em Leitura Literária: uma conversa sobre Direitos Humanos – com Penélope Martins

Sobre o curso

Será que compreender questões de direito é um bicho de sete cabeças? Semelhante a procurar um objeto perdido dentro de um quarto escuro, a leitura literária pode funcionar como um ponto luminoso que orienta a percepção, revela a existência das coisas, questiona significados e permanece aceso como conhecimento servindo na busca contínua de decifrar uma ideia de justiça, um pleno exercício de cidadania.

Em quatro encontros, a partir da prática mediadora de leituras literárias, vamos inserir e compartilhar saberes sobre Direitos Humanos e Cidadania Ativa.

Os tópicos abordados durante as exposições serão:

  • Elementos essenciais para esclarecer e compreender a leitura das relações jurídicas e sociais;
  • Conexão entre leitura e cidadania, cidadania e legislação;
  • Conhecimentos básicos e leitura de normas legais: construir uma educação capaz de pleitear e defender direitos;
  • Democratização da leitura com o direito de ler e o direito de escrever: ferramentas para cidadania ativa e contestadora.

Quem é a professora

Penélope Martins é narradora de histórias, escritora, compositora, colunista de literatura no blog Toda Hora Tem História, consultora em projetos de leitura para Editoras, articuladora do projeto Mulheres que Leem Mulheres. Formada em Direito pela Faculdade de São Bernardo, em 1997, pós-graduada em Direito Constitucional com pesquisa em Direitos Humanos pela PUC Campinas, foi aluna especial do Mestrado em Ética e Política durante dois anos no IFCH, Unicamp, e exerceu carreira como advogada atuando com direitos fundamentais e sociais. Dedica-se à literatura para infância e articulações em projetos de construção de novos leitores pela oralidade, desde 2006. Atua como narradora também em livro-áudio. Já colaborou com a voz em histórias para o blog da Cia das Letrinhas. Participa como autora com o Clube de Leitores de Portugal. Seus poemas para adultos já foram publicados pelas Revistas Mallarmagens e Germina Literatura, além de Coletâneas como Espantologia Poética das Edições Me Parió. Para o canal do youtube, produziu conteúdo para Casa das Rosas, Sesi e outros parceiros. É Consultora de projetos de leitura para editoras es escolas, assim como intermediadora em debates sobre leitura, mediação, direitos humanos na literatura e afirmação feminina na leitura.  Entre seus livros publicados para todas as idades, estão A Incrível História do Menino que Não Queria Cortar o Cabelo, Editora Folia das Letras de São Paulo; Princesa de Coiatimbora, Editora Dimensão; Quintalzinho, Bolacha Maria Editora; Poemas do Jardim, Editora Cortez; Que amores de sons! e Minha vida não é cor-de-rosa (Primeiro Lugar no Prêmio Biblioteca Nacional – 2019), ambos Editora do Brasil; As aventuras de Pinóquio (Seleção especial do Plano Bibliotecas Municipais de São Paulo – 2019), Panda Books; Bulhufas, Bugalhos Bizarros!, Editora de Cultura; Que culpa é essa?, Editora Patuá; entre outros.

Interesse por novas turmas

Quando

Dias 29/6; 6, 13, e 20/7 (segundas-feiras)
Das 19h às 21h

Onde 

Online
As informações de acesso serão disponibilizadas por e-mail.

Público

Educadores, mediadores de leitura, criadores de livros infantil e livros ilustrados e Interessados em livros para a infância e livros ilustrados em geral

Turma

30 pessoas

Outros cursos d'A Casa

[13/03/21] Correnteza: uma jornada de mulher em jogo – com Yohana Ciotti