Histórias para manter o céu suspenso – com Angela Pappiani

Sobre o curso

Imagem: O céu e seus pés, da tribo Yanomami

 

O céu é vivo, respira, tem humor. Nos protege, nos sustenta, nos alegra, guarda e espalha memórias, abre caminhos de conexão com o cosmos.

Mas ele pode despencar, cair, ruir, desabar sobre nossas cabeças, nossas casas, nosso mundo. Se não cantamos, dançamos, rimos, se não fazemos cerimônias para alegrá-lo, se não o protegemos de venenos que ferem sua pele, de esquecimentos que machucam seu coração.

Temos que seguir tocando o maracá, cantando e dançando, contando histórias para amolecer o coração dos homens que esqueceram de suas raízes. Histórias para manter o céu suspenso.

Convido você a se sentar em roda, para se aquecer ao fogo e fechar os olhos, abrindo caminhos interiores e superiores na conexão com o céu. Venha, vamos nos aproximar das histórias verdadeiras, das narrativas tradicionais, despertando em nós as palavras verdadeiras, as palavras de poder.

A proposta deste ciclo de encontros é a aproximação com narrativas tradicionais, tão pouco conhecidas e valorizadas. É ler histórias como elas são narradas nas aldeias e escutar o universo, diverso e belo, que os Povos Verdadeiros nos apresentam.

E para facilitar essa aproximação, vamos passear pela paisagem através de histórias pessoais de chegadas e convivências com o Povo Verdadeiro e suas histórias.

 

Percurso do curso

Encontro 1 (26/3): A história da Chuva – povo Iny/Karajá
Ler e escutar a história, mergulhar no Rio Araguaia, percorrer o cerrado, entrar na aldeia em dia de festa, conhecer o povo das águas.

Encontro 2 (9/4): A coleta dos ossos – povo Paiter/Suruí
Ler e escutar a história, percorrer as trilhas na floresta em Rondônia, chegar à aldeia, ouvir os cantos, se aproximar do povo Paiter.

Encontro 3 (23/4): A cerimônia de furação de orelhas – povo Mehinaku
Ler e escutar a história, navegar no rio Kurusevo, ouvir as flautas, pintar o corpo, entrar na cantoria que percorre a noite, em companhia do povo Mehinaku.

Encontro 4 (7/5): A captura do fogo – povo A’uwê Uptabi/ Xavante
Ler e escutar a história, subir a serra do Roncador, andar pelo cerrado, entrar na dança coletiva que corta a noite, entrelaçar as mãos com o povo Xavante

 

Quem é a professora

Foto-Angela-Pappiani

Angela Pappiani é avó, gosta de escutar histórias, escrever e compartilhar a vida com pessoas de muitos lugares. Formou-se jornalista mas a paixão pela cultura indígena a aproximou de povos originários do Brasil e de outros países, conduzindo seu caminho de trabalho e vida. Ao longo de mais de 30 anos, vem desenvolvendo projetos nas áreas de comunicação e artes em parceria com povos originários para fortalecer as culturas e direitos, criando pontes de aproximação entre as aldeias e as cidades. É curadora, diretora de documentários, produtora e escritora, autora dos livros “Entre dois mundos” e “Povo Verdadeiro”.

 

Quando

Dias 26/3; 9/4; 23/4 e 7/5 (às sextas-feiras)
Das 19h30 às 21h30

 

Onde 

Online
As informações de acesso serão disponibilizadas por e-mail.

Público

Geral

Turma

30 pessoas

Investimento

R$ 200,00

PagSeguro
* em até 4X sem juros no cartão de crédito.
* 7% de desconto para pagamentos via boleto bancário.

PayPal
* 7% de desconto no cartão de crédito (parcela única).
* em até 6X sem juros no cartão de crédito.

VOCÊ PRECISA  ESPERAR  A DATA DO CARTÃO VIRAR?
Fale com a gente e reserve sua vaga pelo e-mail cursos.acasatombada@gmail.com 

.

Outros cursos d'A Casa

[09/02/21] Experimentos de escuta e escrita – com André Gravatá

[06/02/21] O lugar onde moram as palavras – com Cristina Taquelim

[06/02/21] Ateliê Dançar o Desenho – com JulliPop

[01/02/21] Ciclo de encontros: Pensamento da descolonização e poética latino-americana: caminhos, narrativas, utopias – com Bruno Simões

[01/02/21] Escrituras do olhar: o trânsito entre a natureza da palavra e a natureza da imagem – com Edith Derdyk

[29/01/21] Fluxos criativos – com Laura Tamiana

[28/01/21] Estar de fora é como estar morto em um corpo vivo: notícias e narração de histórias – com Magno Rodrigues Faria

[27/01/21] Imaginação ou Pensamento? A alquimia dos elementos na formação do pensamento-imagem – com Melissa Migliori

[27/01/21] Diálogos sobre a leveza – com Angela Pappiani

[25/01/21] Oficina de Criação de Livro Ilustrado – com Carolina Moreyra e Odilon Moraes

[25/01/21] As Mil e Uma Noites: o poder da palavra feminina em Shahrazade – com Gislayne Matos / 2ª turma

[25/01/21] Certas afro-particularidades no panorama editorial: escrita, ilustração e leitura crítica – com Heloisa Pires Lima

[21/01/21] Encontros indígenas: conversas ao redor do fogo – Com Mara Vanessa

[21/01/21] Potências Piratas: histórias da tradição oral e a emergência de cartografias imaginárias – com Ana Gibson e Juliana Franklin

[19/01/21] A Ética da Paisagem – com João Rocha

[19/01/21] BiograĐmeas: um carteado com o passado feminino Рcom Sandra Lessa e Tatiana Lohmann

[18/01/21] De Infância e nuvens: o contador de histórias e o imaginário infantil – com Giba Pedroza

[18/01/21] A paixão pela palavra: o narrador aberto e a escuta como eixo – com Kiara Terra

[18/01/21] Escovar palavras: democracia e liberdade – com Luiza Christov

[18/01/21] Mergulho na História: As Bruxas – com Ana Luísa Lacombe

[18/01/21] Circular livros hoje: encontros e desencontros – com Anna Luiza Guimarães, Camila Feltre e Cristiane Rogerio