Jornada de mulheres heroicas: histórias que precisamos contar – com Yohana Ciotti

Sobre o curso

Nossos encontros pretendem refletir e criar sobre a ideia da mulher heroica.  A partir de mitos, contos tradicionais e de fadas assim como, das jornadas de heróis e heroínas, rumamos em direção às histórias sobre mulheres que queremos e que precisamos contar.  Nosso objetivo é estimular a criação de novas histórias e lançar novos olhares sobre as histórias de mulheres que vêm sendo contadas. O desejo principal é o de alimentar nossas próprias histórias e trazê-las para este mundo novo que se apresenta diante de nós.  Serão cinco encontros entre julho e agosto.

 

Roteiro do curso

Primeiro encontro (24/07) – A nossa jornada: apresentação do nosso mapa, nossos caminhos a serem percorridos. Reconhecimento dos autores que encontraremos pelo caminho. Escolhas de nossos pontos de vista. Proposta de jogo para criação de histórias.

Segundo encontro (31/07) – As jornadas: estudo do “O herói de mil faces” de Joseph Campbell e de “A jornada do escritor de Vogler” observação de suas convergências e reflexão sobre a maneira que a “mulher” é apresentada nestas duas obras.

Terceiro encontro (7/8) – As jornadas da heroína: reflexões sobre “The heroine journey” de  Mauren Mourdok; Onde as diferenças sociais e culturais transformam o que chamamos de heroína e de jornada.

Quarto encontro (14/8) – A jornada de Oya e outras jornadas de heroínas; Reflexão sobre a narrativa mítica ioruba e suas perspectivas de jornada.

Quinto encontro (21/8) – Entre a narradora e a heroína; As escolhas da narradora que invadem suas histórias.

 

Bibliografia:

CAMPBELL, Joseph. O herói de mil faces. 10. ed. São Paulo: Cultrix/Pensamento, 2005.
FEDERICI, Silvia. Calibã e a bruxa, mulheres, corpo e acumulação primitiva, tradução coletivo Sycorax. Elefante. 2017.
FORD, Clyde W. O herói com o rosto africano – Mitos da África. Selo Negro. 1999.
FRANKEL, Valerie Estelle. From girl to Goddess, the heroine’s journey through Myth and Legend.
MURDOCK, Maureen. The heroine journey.  Shambhala. Boston e London. 2013.
VOGLER, Christopher. A jornada do escritor, estrutura mítica para escritores. Alphe. 2015.

Esse pequeno museu de jornadas reúne fragmentos de memória recriados e reunidos. Ganham voz e corpo pelo encontro dessas mulheres que participaram do primeiro curso. Entre os objetos, os resquícios e as lembranças as vozes presentes se juntam a tantas outras ausentes inspirando vitalidade e energia criadora, palavras que ressoam, feito mar persistente, fazem história num romper do silêncio que é um vencer o esquecimento.

 

Sobre a professora

97413528-9b31-4620-83a8-49971f114be0

Yohana Ciotti é contadora de histórias, palhaça e radialista. Não necessariamente nesta ordem! Vem criando e produzindo conteúdos, sempre de olho nas histórias sobre mulheres, nas histórias contadas por mulheres e nos direitos humanos das mulheres.  É formada em Comunicação Social, Direito e Teatro e tem especialização na Arte de Contar Histórias pela A Casa Tombada. Trabalhou na TV Cultura de São Paulo em programas como Teatro Rá-Tim-Bum, Vila Sésamo e Quintal da Cultura.

Interesse por novas turmas

Quando

Dias 24 e 31/07 e 7, 14 e 21/8
Das 19h30 às 21h (sextas-feiras)

Todos os encontros são gravados, portanto é possível fazer a inscrição após o início do curso e ter acesso ao conteúdo anterior

Onde 

Online
As informações de acesso serão disponibilizadas por e-mail.

Público

Geral

Turma

30 pessoas

Investimento

R$200,00
em até 4x sem juros ou
7% de desconto à vista pelo PagSeguro.

 

Outros cursos d'A Casa

[13/03/21] Correnteza: uma jornada de mulher em jogo – com Yohana Ciotti