Ciclo de encontros: Pensamento da descolonização e poética latino-americana: caminhos, narrativas, utopias – com Bruno Simões

Sobre o curso

Esse ciclo de encontros pretende tecer articulações entre o pensamento da descolonização e a experiência de uma poética latino-americana. Trabalharemos a partir de textos narrativos, ensaios, literatura e material audiovisual que apontam para possibilidade de uma poética latino-americana e sua dimensão subjetiva, ética, estética e política.

A América Latina é um labirinto de mil mundos que se atravessam, se tensionam e se enamoram. Caminharemos por eles, por nosso realismo maravilhoso e narrativas que contam de nossas memórias enterradas, labirinto do fantástico, espaço de metamorfoses e epifanias.  E vamos, juntos e juntas, imaginar nossas utopias. Nesse caminho nos acompanharão Alejo Capentier, Clarice Lispector, Gabriel García Márquez, Gabriela Mistral e outros.

Entre a realidade múltipla que nos compõem, a dimensão mitopoética se desenha como possibilidade de encontro e explicação imaginativa sobre nossa realidade e produção de si na América Latina. Muitos tempos, modos de afeto e de contornos para nossas experiências coletivas e pessoais. Desde una poética latino-americana.

 

Percurso do curso

Encontro 1 (01/02): Realismo maravilhoso
A partir do manifesto do realismo maravilhoso de Alejo Carpentier e de “Cem anos de solidão”, de  Gabriel Garcia Marques, vamos conhecer a possibilidade de descolonização da existência social na América Latina como  narrativa do maravilhoso e da experiência de nossas memórias invisíveis, nossos espelhos enterrados

Texto sugerido: Prefácio do Reino deste mundo- Alejo Carpentier

Vídeo sugerido – La peste del insomnio

https://www.youtube.com/watch?v=3ktsLYFy4_4

 

Texto complementar – Dupla consciência latino-americana-contribuições para uma psicologia descolonizada. Bruno Simões Gonçalves

http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1519-549X2016000300011&lng=pt&nrm=i

 

 

Encontro 2 (03/02): Os labirintos fantásticos
Ao nos debruçarmos sobre a história da América Latina, abrem-se leituras, poéticas e perspectivas culturais distintas. Há uma labiríntica própria da América Latina. Elas se dão em forma de epifania, mito, aparição insólita, universos maravilhosos. Labiríntica metafísica, afetiva, (in)imaginável em que a descolonização aponta caminhos para uma subjetividade ladina, amefricana, nuestroamericana.

Textos sugeridos: Labirinto da Solidão Octavio Paz . Cap I Pachuco e outros extremos

A casa de Asterion- Jorge Luis Borges

http://www.arquivors.com/borges2.htm

Texto complementar – Dom Quixote e os moinhos de vento na América Latina – Anibal Quijano

https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142005000300002

 

Encontro 3 (08/02):  Mundos sem fim
A heterogeneidade de mundos, o espaço habitado, a casa de si. Entre nossas narrativas que deflagram mundos, ouvimos/sentimos/somos expressões de mulheres, de religiões, de seres fantásticos e místicos. Forças que incidem sobre um realismo que se pretende verdadeiro e racional. Tecer mundos a partir do de(s)colonial é reconhecer nossa casa, aquelas que contam as histórias e seu lugar nessa urdidura de um real engrandecido.

Texto sugerido – O amor, de Clarice Lispector

http://www.releituras.com/clispector_amor.asp

Imagens sugeridas

El mundo magico de los mayas – Leonora  Carrington

https://www.lacamaradelarte.com/2016/11/el-mundo-magico-de-los-mayas.html#google_vignette

La selva – Wilfredo Lan

https://www.moma.org/collection/works/34666?artist_id=3349&page=1&sov_referrer=artist

Texto complementar – Transculturacion y heterogeneidad: avatares de dos categorias literárias em América Latina

https://www.insumisos.com/lecturasinsumisas/Transculturacion%20y%20heterogeneidad.pdf

 

Encontro 4 (10/02): A metamorfose, perspectivismos e transformacionalidade
No ato-gesto poético da literatura que sinaliza a própria mutação do real em outro, em matéria outra, vivemos a experiência própria da encruzilhada de perspectivas próprias da América Latina.   Criação de mundos libertos, de utopias imaginadas por muitos, desenham-se assim como convite de transformação de si e do mundo, sua descolonização. Há, no centro da nossa existência, o gérmen da subversão, da libertação e da amorosidade rebelde.

Texto sugeridoMeu tio o Lauaretê, de João Guimarães Rosa

http://www.biolinguagem.com/inuma/ROSA%201961%20meu%20tio%20iauarete.pdf

Video sugeridoEl alma mestiza –Rebeca lane

https://www.youtube.com/watch?v=P8Y0BB7kh2c

Textos complementares
A metamorfose fatal: mistura e alteridade em “Meu tio o Iauaretê”, – André Luis Rodrigues http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/o_eixo_ea_roda/article/view/13535/1125612253

Metamorfose e enumeração – Priscila Loyde Gomes Figueiredo

https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8149/tde-24082007-142317/publico/TESE_PRISCILA_LOYDE_GOMES_FIGUEIREDO.pdf

 

Quem é o professor

Bruno Simões

Bruno Simões Gonçalves – psicólogo, especialista em pensamento de(s)colonial. Pós Doutor e professor convidado – Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo.

Quando

Dias 01, 03, 08 e 10/02/21
Das 19h às 21h

Onde 

Online
As informações de acesso serão disponibilizadas por e-mail.

Público

Geral

Turma

30 pessoas

Investimento

R$ 180,00

PagSeguro
* em até 4X sem juros no cartão de crédito.
* 7% de desconto para pagamentos via boleto bancário.

PayPal
* 7% de desconto no cartão de crédito (parcela única).
* em até 6X sem juros no cartão de crédito.

VOCÊ PRECISA  ESPERAR  A DATA DO CARTÃO VIRAR?
Fale com a gente e reserve sua vaga pelo e-mail cursos.acasatombada@gmail.com 

.

Outros cursos d'A Casa

[09/02/21] Experimentos de escuta e escrita – com André Gravatá

[06/02/21] O lugar onde moram as palavras – com Cristina Taquelim

[06/02/21] Ateliê Dançar o Desenho – com JulliPop

[01/02/21] Escrituras do olhar: o trânsito entre a natureza da palavra e a natureza da imagem – com Edith Derdyk

[29/01/21] Fluxos criativos – com Laura Tamiana

[28/01/21] Estar de fora é como estar morto em um corpo vivo: notícias e narração de histórias – com Magno Rodrigues Faria

[27/01/21] Imaginação ou Pensamento? A alquimia dos elementos na formação do pensamento-imagem – com Melissa Migliori

[27/01/21] Diálogos sobre a leveza – com Angela Pappiani

[25/01/21] Oficina de Criação de Livro Ilustrado – com Carolina Moreyra e Odilon Moraes

[25/01/21] As Mil e Uma Noites: o poder da palavra feminina em Shahrazade – com Gislayne Matos / 2ª turma

[25/01/21] Certas afro-particularidades no panorama editorial: escrita, ilustração e leitura crítica – com Heloisa Pires Lima

[21/01/21] Encontros indígenas: conversas ao redor do fogo – Com Mara Vanessa

[21/01/21] Potências Piratas: histórias da tradição oral e a emergência de cartografias imaginárias – com Ana Gibson e Juliana Franklin

[19/01/21] A Ética da Paisagem – com João Rocha

[19/01/21] BiograĐmeas: um carteado com o passado feminino Рcom Sandra Lessa e Tatiana Lohmann

[18/01/21] De Infância e nuvens: o contador de histórias e o imaginário infantil – com Giba Pedroza

[18/01/21] A paixão pela palavra: o narrador aberto e a escuta como eixo – com Kiara Terra

[18/01/21] Escovar palavras: democracia e liberdade – com Luiza Christov

[18/01/21] Mergulho na História: As Bruxas – com Ana Luísa Lacombe

[18/01/21] Circular livros hoje: encontros e desencontros – com Anna Luiza Guimarães, Camila Feltre e Cristiane Rogerio